domingo, 7 de março de 2010

A Matemática como fonte de inspiração dos criadores de moda

Jóias da criadora russa Anya Pinchuk, belas peças da arte fractal



A inspiração do estilista japonês Issey Miyake para a coleção que apresentou nesta sexta-feira em um dos salões do Carrossel do museu do Louvre foi a matemática, que o levou a desenhar roupas geométricas, com casacos e vestidos cobertos de partes quadriculadas ou rectangulares.

Casacos em organza preta, com bordados quadriculados de pequenas estrelas, que captavam a luz; jaquetas com enormes bolsos ocultando aberturas menores que, segundo o estilista, "podem conter todo o universo": a coleção do criador japonês foi geométrica e abstrata, mas sempre elegante.
(notícia da AFP)

Nos primeiros modelos os múltiplos cachecóis são "bandas de Moebius" entrançadas. Em muitos outros modelos observa-se a utilização de linhas geométricas como a parábola, a catenária, a hipérbole. O próprio cenário é formado por superfícies regradas.

2 comentários:

Prof. Portal disse...

Olá!!
Achei seu blog muito bom!!
Vou entrar como seguidor e espero vc no meu blog "Matemática do Pi" http:jonasportal.blogspot.com

Abraços

matematica-na-veia disse...

Jóias lindas!O seu artigo é mais uma prova incontestável de que a "matemática anda por aí" impregnada em tudo e em qualquer lugar, até mesmo em nosso corpo...
Um excelente texto! Não me contive e usei um trocadilho, hehe!
Um abraço à todos os navegadores e um ótimo trabalho neste blog.

Antonio Madrid

Related Posts with Thumbnails